Sindicato de Paranavaí

História

No início dos anos 70 um grupo de trabalhadores bancários iniciou a criação de uma associação que tinha um caráter meramente assistencialista para a categoria.

Companheiros e companheiras do Banestado, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Finasa, Noroeste, Banespa, Mercantil do Brasil, Banco Itaú, Bradesco e Banco Nacional, criaram uma cooperativa de consumo onde os trabalhadores associados faziam suas compras com preços diferenciados. Como se fosse um pequeno mercado administrado por bancários e bancárias. Outra iniciativa foi o estabelecimento de convênios com salão de beleza, consultório médico e odontológico, etc.

No final dos anos 70 e inicio dos anos 80, a associação criava outros incentivos para atrair o maior numero de bancários como, por exemplo, atividades esportivas. Devido ao grande numero de funcionários por local e trabalho, havia condições de todas as agências bancarias terem seu próprio time de futebol, por exemplo.

Sindicato Umuarama

Na época havia mais de mil trabalhadores bancários na região de Paranavaí, mesma base de atuação do sindicato de hoje. Com o sucesso do processo de organização por associação e com a crescente ampliação nacional da categoria, se organizando por Sindicato, estes companheiros que iniciaram a associação buscaram a carta sindical, obtida com sucesso.

O Sindicato se fortalecia com a representação sindical e a adesão de trabalhadores, lutando pelo interesse da categoria. Grupo de Bancários juntamente com o Sindicato dos bancários de Paranavaí, adquiram uma ampla área de lazer cidade de Paranavaí. Nos anos 80 inaugurava em Paranavaí uma das mais modernas sedes de Sindicato de Trabalhadores Bancários do estado do Paraná, no mesmo local onde, anteriormente existia a cooperativa dos Bancários

Em 1993 os trabalhadores Bancários e Bancárias aprovaram através de assembléia, por unanimidade, filiação a Central Única dos Trabalhadores. Iniciava-se a partir daí uma nova concepção de organização sindical, sem que perdesse a responsabilidade de preservação do patrimônio.

A partir da filiação à Central Única dos Trabalhadores as lutas são organizadas de forma classista, ou seja, priorizando a luta da categoria de trabalhadores e trabalhadoras Bancárias, sem perder o foco na luta política e organização de outras classes de trabalhadores além do fortalecimento da sociedade. O Sindicato dos Bancários de Paranavaí e Região, buscava cada vez mais se inserir nas discussões de todos os segmentos da sociedade.

Meados da década de 90 o Sindicato inaugura o espaço cultural e o anfiteatro nos fundo da sede administrativa. Este local foi palco de grandes assembléias da categoria e atividades culturais. Podemos citar o show do grupo “Viento Sur” entre outros.

Com as privatizações, do Banestado e do Banespa, demissões na Caixa Econômica Federal (RH008), PDV no Banco do Brasil além de que no período do Governo FHC, a entidade não assinava acordo com o Banco do Brasil e Caixa, a entidade passou por grandes dificuldades financeiras. A direção do Sindicato abriu “mão” de permanecer nas modernas instalações e se instalou nos fundos da sede, alugando o prédio para poder financiar a luta da categoria.

A partir de 2002, com a vitória do presidente Lula, afastava de vez o processo de privatizações, aumentando o número de trabalhadores bancários e bancárias e o Sindicato voltou a assinar acordo com o Banco do Brasil, e Caixa econômica Federal. Com aumento das receitas, em 2011 o sindicato voltou a atender em sua antiga Sede Administrativa, um espaço moderno e eficaz, melhorando as condições de atendimento à categoria.

Há sem dúvida muitos caminhos a serem percorridos, muito a construir, mas a categoria compreende a forma de administrar e de lutar desta entidade. Hoje podemos ter a convicção que a categoria compreende que estamos no caminho certo e cada trabalhador e trabalhadora desta base Sindical, faz parte desta história.

Filie-se

FILIE-SE, PREENCHENDO O FORMULÁRIO APRESENTADO ABAIXO.

Dados pessoais
Dependentes
Adicionar dependente
Dados funcionais